quinta-feira, 25 de março de 2010

Para Que Eu Não me Ofenda

Durante o tempo em que estive na Escola do Clamor, frequentemente tocava uma música cuja letra era "Batiza-me com o desejo por teu fogo para que eu não me ofenda quando tudo se perder" .

Ao refletir sobre esta letra questionei como alguém poderia se ofender com Deus e todas as vezes que ministravam essa música a mesma dúvida vinha em minha mente.

Algum tempo depois comecei a ler Gênesis e o capítulo 11 versículos 27 a 32 me chamou a atenção. Com base neste trecho acredito que o chamado de "Pai de Multidões" era para Terá,pois o Senhor o havia chamado para sair da sua terra e seguir para Canaã. Mas, algo inesperado aconteceu e Harã (irmão de Abrão) faleceu e Terá não prosseguiu com sua viagem.

Terá se ofendeu com Deus a ponto de perder o seu chamado e ficou estagnado na terra de Harã.

Isso só nos mostra que Deus sempre vai nos pedir algo legítimo e cabe a nós decidir entre depender e confiar no Senhor independente das circuntâncias ou então se ofender, abrir mão do próprio chamado e ver outra pessoa conquistando o lugar que era para ser seu.

Uma coisa é certa: A obra de Deus nunca vai parar; seja comigo ou sem mim.

4 comentários:

  1. "Quantas vezes deixamos de nos dedicar ao nosso chamado e a vontade de Deus para dar lugar para nossos desejos e vontades da carne...

    Nos esquecemos que primeiro devemos buscar o Reino de Deus e as demais coisas nos serão acrescentadas...embora por muitas vezes seja difícil, confiar na boa, perfeita e agradável vontade do pai e sonhar os sonhos que ele tem para nós é sempre melhor do que nos preocuparmos com as pedras do caminho...

    Somos chamados para fazer a diferença mas se não nos dispormos e não clamarmos até as pedras clamarão por nós..."

    BBBBBbjjjjjjjooooooossssssssss

    Gostei MUITO do post...=P

    Libna

    ResponderExcluir
  2. Ouvi essa letra em um acampamento de dança.Deus falou muito comigo. Você sabe quem canta?

    Deus abençoe

    Tatiana

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, muito obrigado mesmo!
    A musica que o clamor gravou é, na verdade, versão de um misty Edwards e dá pra perceber em um contexto geral melhor o que ela fala:

    [Baptize My Heart]
    Posso ovuir a canção do criador cantando sobre sua criação
    Toquei a flauta pra ti, você dançou?
    Cantei a canção de casamento sobre ti? Você se apaixonou?
    Toquei a canção fúnebre e te disse que meus juízos viriam? Você se lamentou?
    Pois até as crianças sabem quando dançar
    Até as crianças sabem o som do casamento
    Até as crianças sabem quando arrepender
    Ao som do funeral eles lamentam!

    Batiza meu coração com seu fogo, seu desejo
    Não quero estar ofendido
    Não quero ficar ofendido quando isso tudo vir

    Prometo fidelidade a Jesus
    Prometo ser fiel ao Cordeiro

    ResponderExcluir
  4. Fernando Marçal3 de maio de 2013 16:08

    Glórias ao Rei dos Reis!

    Estava meditando nessa palavra,e colocava-a no seguimento da oferta e dizimo!

    Mas essa palavra foi tremenda!

    Que Deus continue te usando!

    ResponderExcluir